NO RASTO DO INCUMPRIMENTO

A qualquer momento poderemos deixar de pagar as nossas dívidas... desde que não nos importemos muito com a nossa reputação, não precisemos de crédito e estejamos preparados para ficar sem os nossos bens. Quem não tem nada a perder não tem que pagar e geralmente não paga. Como conseguir identificar estas pessoas que não pagam?

Uma empresa responsável tem que saber identificar o risco de não lhe serem pagas as suas faturas. A identificação do risco de incumprimento depende da informação disponível. O incumprimento deixa um rasto que deve ser reconhecido mesmo por quem não seja especialista. De toda a informação disponível talvez o histórico seja o que importa mesmo conhecer.


O histórico é a relação que existe com o cliente, o passivo acumulado e evidenciado nas contas e a experiência de outros fornecedores que com ele contratam. Essa experiência, se for negativa e der origem a uma ação judicial é publicada e divulgada através de empresas de informação comercial e das bases de dados públicas facilmente acessíveis. Quanto mais informação existir sobre o histórico de um potencial cliente ou cliente mais responsável é a venda e quanto mais responsável for a venda menor é a taxa de incumprimento. Uma politica de crédito liberal ou expansiva não gera necessariamente um aumento dos incobráveis, desde que exista informação suficiente para poder medir o risco de incumprimento.

A qualquer momento poderemos deixar de pagar as nossas dívidas... mas isso nunca acontece sem uma razão, sem um indício que se solta e que fala baixinho a quem o sabe entender. A responsabilidade de quem está no mercado é saber ler estes indícios e se não poder contar com este saber ou não puder acrescentar esta competência a todas as que já tem tudo se poderá tornar mais difícil na gestão da empresa.

Artigos populares

DESCONTOS DE PRONTO PAGAMENTO

CERTIDÕES DE INCOBRABILIDADE

A LISTA PÚBLICA DE EXECUÇÕES

O QUE É UM TÍTULO EXECUTIVO?

PROPOSTAS DE PAGAMENTO IRREAIS